Presente do meu amor

"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis." Fernando Pessoa

sábado, 24 de janeiro de 2009

Meus caminhos

Trilho esse longo caminho que nos separa

Buscando o teu rastro

Indo atrás da tua fulgurante beleza

Que o meu caminho ilumina

Estás longe, distante

E eu não consigo alcançar-te

Mas não desisto

Tento olhar para os lados

Mas está escuro e só te vejo

Indo embora

Grito teu nome

É inútil

Não me ouves

Meu coração sofre

Minhas pernas fraquejam

Caio, me levanto, insisto

Hei de te alcançar

Preciso de ti

Mas tu não se cansas

E estás ficando longe

Estou cansado do escuro

Mas tu não me ilumina

És distante, impossível

Mas persisto

E então te vejo perto

Mas estou cansado

Desfaleço vendo-te ir

Sumindo da minha vista

Minha busca acabou

Eu morri

Um comentário:

Joyce disse...

e eu estou aqui imaginando quem será essa pessoa. Seus versos são otimos.