Presente do meu amor

"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis." Fernando Pessoa

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Desejo incontido


Te beijo avidamente

Parece que será o último beijo

O desejo é forte demais

Para eu medir o quanto te quero

Te abraço com força

Você que estava tão relutante

Finalmente se entrega

Se livra do falso moralismo


Se nós temos esse desejo

Porque contê-lo?

Quero te amar plenamente

Sem freios

Sem amarras

Por inteira


Tiro sua roupa tão afoito

Que até rasgo sua lingerie

Finalmente desvendarei os segredos do seu corpo

Que todo esse tempo foram inatingíveis

E você que até então estava toda quieta

Já começa a se soltar

E me beijar com mais vontade


Nos entregamos ao desejo

E como paga por essa entrega

Temos o momento sublime do êxtase

Nem eu e nem você esperávamos que fosse tão intenso

Olho a nossa volta e vejo a bagunça que deixamos

Roupas espalhadas, um abajur quebrado

Marcas de unha e de mordidas

Uma dor gostosa de prazer


Mas o mais importante

Te vejo, tão perto

E tenho a certeza que o amor é recíproco

3 comentários:

Joyce disse...

queria esse dom ... muito bom!!!

Eu disse...

Fala sério, né?? Tem coisa mais maravilhosa nesta vida do que amar e sentir-se amado???
Sou privilegiada, pois vivo este sentimento com toda a verdade e intensidade!!
Bejinhos
Elida

Oásis!! disse...

Uau que paixão!!!amei!!bjão pra vc!!!parabens
vc tem uma forma gostosa de se expressar poéticamente!!lindo