Presente do meu amor

"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis." Fernando Pessoa

sábado, 30 de julho de 2011

Medo



Tenho medo
É isso, medo
Sempre fico apreensivo
Pensativo ou ressabiado
Mas desta vez é medo

Medo do porvir
Ou de ir quando deveria ficar
Talvez medo de ir e te deixar ficar
Medo de você não ir

O sentimento eu tento sufocar
Mas tem uma força
Que me sobe pela garganta
Ao mesmo tempo que me aperta o peito
E me sufoca, me tira força
Não me deixa em paz

Seria fácil viver apenas com boas coisas
Tudo à mão, simples
Sem ter escolhas a fazer
Mas não teríamos algo com que lutar
Algo que nos motivasse a ir adiante

Assim como tenho medo
Tenho fé e esperança
Que tudo dará certo
Após algumas noites de insônia