Presente do meu amor

"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis." Fernando Pessoa

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Formas de amar

Quero teu amor como um todo

Não me contento com o pouco

Que tem a me oferecer

Quero-te plena e a me querer


De nada adianta que me ame

Pela metade, sem a vontade

Sem o desejo que eu tenho

E quero ver correspondido


Já me culpei pelos seus erros

Hoje vejo que os erros são meus

Pois eu que te amei demais


E cobrei, como tivesse eu o direito

O mesmo amor que carrego em meu peito

Sendo que me ama do seu jeito

4 comentários:

A Madrasta Má disse...

olá meu querido... tem surpresinha pra vc lá no blog.... bjinhos da Madrasta!

Deeh! * disse...

linda poesia.
uma apaixonado consciente: "E cobrei, como tivesse eu o direito/O mesmo amor que carrego em meu peito/Sendo que me ama do seu jeito"
boa noite!!

A Flor do Sul disse...

Podemos pedir que nos deem o que queremos, mas, caso deem, nada garante que darão do jeito que queremos.

Celamar Maione disse...

Amor para ser verdadeiro,
tem mesmo que ser inteiro.
Adorei sua visita !
Volte sempre.
Bj